Últimas Notícias
Brasil

Picado por cobra venenosa, topógrafo de 60 anos está em coma induzido no Hospital Regional de Vilhena

Ataque aconteceu duas semanas atrás, nas proximidades do rio Ávila

Pioneiro em Vilhena, onde mora há quase 50 anos, o topógrafo Neivo Geremia está intubado e sendo mantido em coma induzido no Hospital Regional, após ser picado por uma cobra venenosa duas semanas atrás.

 

Foto: Ilustrativa

Segundo relatou ao site uma filha de Neivo, ele estava trabalhando nas proximidades do rio Ávila, a cerca de 50 km da cidade, quando foi atacado pela serpente de espécie “Jararacuçu”, uma das mais peçonhentas do Brasil.

 

Mesmo aplicando um soro anti-ofídico que carregava, Neivo, que tem 60 anos, teve dificuldades para caminhar os cerca de 1.500 metros até o local onde havia estacionado sua moto.

 

O topógrafo contou que, quando estava chegando ao rio Piracolino, a 4 km de Vilhena, a ação do veneno em seu corpo o deixava praticamente cego. Como só via vultos pilotando a moto no trajeto, Neivo revelou aos familiares sua decisão: “eu morro de acidente, mas não por veneno de cobra”.

 

Da UPA, onde recebeu o primeiro atendimento e precisou ser intubado, o pioneiro foi encaminhado para o Hospital Regional, onde os médicos constataram a gravidade da situação e o internaram na UTI. No momento, ele está sedado, inconsciente e se recuperando da picada. (Folha do sul)

 



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade