Últimas Notícias
Brasil

NO CATIVEIRO: Oito pessoas da mesma família são sequestradas por bandidos

Dando continuidade com as diligências, os policiais descobriram que a caminhonete tinha sido levada para a cidade de Plácido de Castro (AC)

Oito pessoas de uma mesma família foram sequestradas e mantidas em cativeiro por criminosos durante roubo de caminhonete, armas de fogo e motocicleta em Extrema, distrito de Porto Velho (RO).

NO CATIVEIRO: Oito pessoas da mesma família são sequestradas por bandidos


As vítimas foram rendidas por assaltantes na noite de ontem (19) em uma fazenda na linha 01, KM 5. Os bandidos sequestraram a família que foi levada para um cativeiro a 30 quilômetros do distrito de Extrema.


Da fazenda, os bandidos levaram uma caminhonete modelo Hilux, uma moto, duas pistolas calibre .40 documentadas, celulares e outros objetos.


A Polícia Civil, através do delegado titular do 9° DP, Odair Roberto, foi informada do crime nesta segunda-feira (20) quando um familiar notou o desaparecimento das oito vítimas.


A partir deste momento intensas diligências foram realizadas com o apoio da Polícia Militar. Um dos criminosos foi preso horas após o roubo. Ele atuava como olheiro da quadrilha.


Dando continuidade com as diligências, os policiais descobriram que a caminhonete tinha sido levada para a cidade de Plácido de Castro (AC).


Os policiais do Acre receberam as informações da Polícia Civil de Extrema e conseguiram encontrar a caminhonete escondida em uma área de mata.


Os criminosos percebendo que o cerco estava se fechando resolveram libertar as vítimas e depois fugiram. As oito pessoas sequestradas não tiveram ferimentos, além de todo o trauma sofrido durante as horas nas mãos dos bandidos no cativeiro.


As investigações da Polícia Civil continuam com o intuito de prender o restante dos criminosos envolvidos no roubo seguido de sequestro. (Rondoniaovivo)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade