Últimas Notícias
Brasil

FATAL: Garoto de 13 anos morre após ser espancado por colegas em escola militarizada

Um garoto de 13 anos morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória depois de ser violentamente agredido por outros seis adolescentes no início da noite desta terça-feira, 21, no Jardim Ponta Grossa, em Apucarana, no norte do Paraná. O crime chocou os moradores da cidade. 


Socorristas do Siate, do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), além de profissionais do posto de saúde, realizaram a reanimação do garoto, por cerca de 50 minutos. Alekson Ricardo Kongeski chegou a ser encaminhado em estado grave ao Hospital da Providência, mas não resistiu aos ferimentos, e morreu.

O garoto tinha problemas de saúde, sofria convulsões e teria passado mal após a briga. O que provocou a morte ainda é apurado pelos órgãos competentes. A Polícia Civil ainda não falou sobre o caso.  

As agressões aconteceram na Rua Emiliano Perneta, esquina com a Rua Paranaguá, próximo ao Colégio Cívico-militar  Padre José Canale. De acordo com a Polícia Militar (PM), que atendeu a ocorrência, a vítima e alguns dos agressores seriam estudantes do colégio. 

Segundo informações levantadas pela reportagem no local, populares teriam tentado separar a briga, mas os agressores não se intimidavam. Ligações no 190 informaram que após as agressões, o garoto ficou caído no chão, desacordado e os suspeitos saíram correndo. 

Ainda segundo a PM, alguns dos jovens envolvidos na briga já foram identificados: quatro adolescentes de15 anos, um de 14 e outro de 12 anos teriam participado das agressões. A Guarda Civil Municipal também atendeu a grave ocorrência. 

Por volta das 23h, a PM informou que três suspeitos, dois de 15 e um de 12 anos, foram encontrados e encaminhados para a delegacia, juntamente com os responsáveis. A Polícia Civil apura o envolvimento deles. 

Ainda de acordo com a PM, a briga seria entre o garoto que morreu e outro adolescente de 15 anos. Ainda não se sabe o que teria motivado a violência.

O Colégio Cívico-militar Padre José Canale, onde o garoto estudava, suspendeu as aulas desta quarta-feira (22). 

Fonte: Painel Político.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade