Últimas Notícias
Brasil

Saque do FGTS de até R$ 1.000 para nascidos em fevereiro começa neste sábado (30)

Valores para retirada ficam disponíveis até 15 de dezembro deste ano

A Caixa Econômica Federal começa a liberar neste sábado (30) o saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.000 para os nascidos no mês de fevereiro. Os valores para retirada ficam disponíveis até 15 de dezembro deste ano.



O saque extraordinário teve início no dia 20 de abril e a data do saque varia conforme o mês de aniversário de cada trabalhador. Os nascidos em dezembro são os últimos a ter direito ao resgate, que será liberado a partir de 15 de junho.


Os próximos trabalhadores que serão contemplados são aqueles nascidos em março, com liberação do saque a partir do dia 4 de maio.


Quem tem direito e como sacar

Os trabalhadores que tiverem contas ativas e inativas do FGTS e recursos disponíveis para saque podem retirar até R$ 1.000.


O crédito do saque do FGTS será realizado em conta poupança social digital, aberta automaticamente pela Caixa. Para saber se tem direito ao saque, o trabalhador pode consultar o aplicativo FGTS ou o site fgts.caixa.gov.br.


Após o crédito dos valores será possível pagar boletos e contas, utilizar o cartão de débito virtual para pagamento em lojas, sites ou aplicativos e fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos pagando com o QR Code. Esses processos são feitos pelo aplicativo Caixa Tem.


O valor também poderá ser transferido para outras contas bancárias. Segundo a Caixa, o cliente pode ainda realizar transações por meio do Pix, além de efetuar saque nos terminais de autoatendimento da Caixa e nas casas lotéricas.


Não estarão disponíveis para saque os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como para garantia de operações de crédito de antecipação do saque-aniversário, por exemplo.


O banco destaca que, caso o crédito dos valores tenha sido feito e a conta não seja movimentada até 15 de dezembro de 2022, os recursos serão retornados à conta do FGTS, devidamente corrigidos e sem prejuízo ao trabalhador.


Quem não quiser a liberação dos R$ 1.000 também usar o aplicativo FGTS para informar a Caixa.





« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade