Últimas Notícias
Brasil

INTERDIÇÃO ÉTICA: Governo passa a atender apenas urgência e emergência no Cosme e Damião

O Governo de Rondônia se pronunciou em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (22), sobre a interdição ética-médica do Hospital Infantil Cosme e Damião feita pelo Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremero). O Estado mudou a metodologia de atendimento e negou a precariedade da estrutura, mas disse que a unidade passará por reforma.


Segundo o secretário Adjunto da Secretaria de Saúde de Rondônia, Maxwendell Batista, órgãos fizeram um parecer favorável a continuação dos atendimentos no local.

Lona no teto do Hospital Infantil Cosme e Damião | Foto: Divulgação/Cremero

“A Sesau [Secretaria de Saúde do Estado] solicitou que uma equipe de engenheiros fosse até o local e analisasse a estrutura do hospital. Além disso, também teve a intervenção do Ministério Público, Agevisa [Agência Estadual de Vigilância em Saúde], Corpo de Bombeiros e todos tiveram a mesma linha de parecer dizendo que não havia a necessidade de intervenção”, contou.

 

Aviso

O Cremero já havia anunciado que iria fazer a intervenção ética do hospital em fevereiro deste ano por razões estruturais. Mas foi só na última quarta-feira (20), que o conselho colocou em prática a ação.

Segundo o Cremero, o que levou a essa decisão foi a queda de parte do teto que caiu em cima do leito de uma criança no último fim de semana. 

O governo negou que o forro teria caído no leito e disse que uma análise técnica constatou que apenas um vazamento do ar-condicionado teria jogado água na cama. 

 

Urgência e emergência

Com a interdição ética do Cremero, o governo então passou a atender apenas pacientes de urgência e emergência no hospital, e deixou para o município, a responsabilidade de regular os pacientes em quadro leve. 

Na prática, os pais deverão levar os filhos que tenha sintomas de doenças leves, a exemplo de gripe e resfriado, primeiro nos postos de saúde e na UPA e, caso haja necessidade, os médicos encaminharam para o Hospital Cosme e Damião.

“Já havia uma conversa com o município de estratégia para passar para eles, o atendimento de pacientes em quadros leves e o Cosme e Damião atender apenas casos de média e alta complexidade”, ressaltou o secretário adjunto. 

 

Reforma

O governo anunciou ainda que com o parecer dos órgãos negando o risco total da estrutura do hospital, irá começar a reforma de forma gradativa no início de maio. 

“Os laudos técnicos afirmam que ali [Hospital Cosme e Damião] existem condições mínimas para a reforma sem a necessidade de evacuação total do hospital. Então, a gente tem dificuldade, necessita de reforma e agora vamos iniciar esse processo isolando parte do hospital para o começo da obra”, informou Maxwendell Batista.

Fonte: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade