Últimas Notícias
Brasil

Mulher puxa cachorro pela coleira e o arremessa contra o chão

Animal foi resgatado e está internado em clínica veterinária da cidade. Caso é investigado pela Polícia Civil.

Uma mulher puxou um cachorro pela coleira e o arremessou contra o chão em uma rua de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal. Um vídeo de uma câmera de segurança registrou quando ela agrediu o animal (veja acima). O caso é investigado pela Polícia Civil.



Como o nome da mulher não foi divulgado pela polícia, o g1 não conseguiu localizar a defesa dela para que se posicionasse até a última atualização desta reportagem.


A agressão contra o animal aconteceu na última quinta-feira (10). De acordo com a polícia, o caso passou a ser investigado após a corporação receber uma denúncia anônima. A mulher que aparece nos vídeos foi identificada pelos polícias e deve responder por maus-tratos.


O caso é acompanhado pela advogada do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal Ana Paula Vasconcelos, que informou neste sábado (12) que o cachorro foi resgatado e está internado em uma clínica veterinária da cidade e deve passar por exames.


“Ele não apresenta lesões externas, mas passou a noite chorando de dor. Ele vai passar por exames de imagem para que a gente possa ter certeza se ele não teve alguma lesão interna”, informou a advogada.


Ela disse ainda que o cachorro estava desidratado e com muitos carrapatos. Após receber tratamento veterinário, ele será levado para uma abrigo temporário e, em seguida, vai para a adoção.


“Ele está muito assustado. A gente vai esperar ele se recuperar para depois encontrar uma família que cuide dele com responsabilidade”, disse a advogada.


Conforme a Polícia Civil, como a mulher só foi identificada no dia seguinte dos fatos, ela não pôde ser presa em flagrante e responde pelo crime em liberdade. (g1)


Veja o vídeo:





« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade