Últimas Notícias
Brasil

Leão em estado terminal se despede de sua salvadora após 20 anos juntos

Este leão fofo é Júpiter, um animal querido na Colômbia, que ainda vive neste país. Há três anos, o animal ficou famoso enquanto morava no Refúgio Villa Lorena (Cali) sua salvadora e cuidadora Ana Julia Torres o resgatou do circo, onde muitas vezes sofreu abusos.



Ele não tem garras e desconfia tanto dos humanos que desenvolveu uma fobia de contato com humanos. Quando foi cuidado por Anna Julia, essa fobia mudou completamente.


O leão mudou completamente

Não há dúvida de que essa mulher mudou a vida de Júpiter, ele mudou de uma reação defensiva para o mais doce e gentil leão, e até demonstrou sua grande habilidade de abraçar e beijar sua amada equipe de resgate.


No entanto, as autoridades acreditavam que Cali não era um habitat adequado para Júpiter, então o levaram ao Zoológico Los Caimanes em Monteria, Córdoba, para que ele pudesse ficar mais calmo e rodeado de outros animais.


Infelizmente, descobriu-se que a solução foi pior do que o problema em si. Sob a supervisão do zoológico nos últimos dois anos, Júpiter perdeu tudo e sua saúde começou a se deteriorar aos poucos.


Ele estava gravemente doente por mais de um mês, comia muito pouco e tinha danos evidentes nos rins e no fígado, além de uma anemia grave. De acordo com Anna Julia, que o visitou várias vezes, Júpiter está prestes a morrer, então ela tentou persuadir o governo a levá-lo de volta para seu abrigo.


No entanto, o leão recentemente mostrou com pequenos gestos e movimentos que ainda quer viver. Anna Julia o visitou em seu enorme viveiro, e ele a recebeu com um abraço e alguns beijos.


“Estou muito feliz. Aceitei seu beijo novamente 11 meses depois. Ele me beijou cinco vezes. Eu o encontrei de pé, comecei a acariciá-lo e a cuidar dele, disse a ele que o amo.”


Apesar do trabalho árduo, o diagnóstico de Júpiter não é bom. Ele está sofrendo de câncer de fígado avançado e, após passar 20 anos em Villa Lorena sob os cuidados de Anna Julia, está prestes a deixar este mundo.



Sua história é amplamente conhecida no país, e várias “velas” e correntes de oração foram organizadas para ele.


Embora não haja muito tempo para o rei da selva, seu amor pela sua salvadora ainda não acabou e nos mostra que, apesar de todo o sofrimento trazido pelo próprio homem, ele ainda consegue amar as pessoas boas.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade