Últimas Notícias
Brasil

Preso mais um envolvido no assassinato de mulher em Porto Velho

Procurado pela Delegacia de Homicídio de Porto Velho desde o dia 9 deste mês, o foragido Alex Dias do Nascimento, 36 anos, foi localizado e preso por policiais civis no início da tarde desta terça-feira (14), na zona sul da Capital.



De acordo com a Polícia, Alex é acusado de ter participação na morte de Danielle Santos Reis, e nas tentativas de homicídio contra Paulo Roberto Salazar Ribeiro Júnior e um bebê de apenas 10 meses de idade, ocorrido na noite do dia 18 de agosto deste ano, no Bairro São João Bosco, na capital.



Lucas Simões Ferreira, que foi colocado atrás das grades no último sábado (11), no Estado do Mato Grosso do Sul, era o proprietário da arma usada no crime. Foi ele quem repassou o revólver para Judson Gabriel Barros de França, preso no dia 10 deste mês, que entregou para o atirador Alex Dias do Nascimento, preso nesta tarde.


Agora, a Polícia segue com as investigações para localizar e prender André Ryus de Sousa, apontado como o olheiro, que indicou para Alex onde as vítimas estavam.


A Polícia Civil solicita à população o envio de informações de forma anônima que possam ajudar na localização de André Ryus, por meio do Disque Denúncia 197. Não precisa se identificar.


O crime


Segundo a delegada Leisaloma Carvalho, Danielle foi executada sem nenhuma chance de defesa, quando tentava defender seu marido e sua filha, que estava no colo dele.


Após atirar na mulher, Alex correu atrás de Paulo, que estava com a criança no colo, e efetuou vários disparos contra o homem, mas felizmente não acertou nenhum disparo, segundo apurou as investigações.


O crime está relacionado ao tráfico de drogas. “Apuramos que havia uma confusão entre o esposo da vítima com os evolvidos, que atuam no tráfico naquela região”, esclareceu Leisaloma Carvalho(Rondoniagora)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade