Últimas Notícias
Brasil

Rondônia mantém média de 6 mil casos de Covid registrados por semana

Na terceira semana do mês, estado teve 9 mortes provocadas pela Covid, uma queda de 40% em relação a semana anterior.

Rondônia manteve, pela segunda semana seguida, a média de 6 mil casos de Covid-19 registrados em sistema. Os dados são dos boletins informativos da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

Teste de Covid sendo realizado 


Na terceira semana do mês, de 17 a 23 de julho, o estado teve 6.748 novos casos conhecidos da doença. O dia com mais registro de moradores positivados com o vírus foi a terça-feira, com 1.833 infecções (veja no gráfico abaixo).


Ao longo desta semana foram registrados nove óbitos decorrentes da Covid, uma queda de 40% em relação a semana anterior.



Ainda conforme informações da Agevisa, até a noite de sábado (23), Rondônia tem 17.492 casos ativos da Covid e 81 pessoas estão internadas para tratamento da doença, sendo 67 na rede estadual de saúde e 12 na rede municipal. Outros quatro pacientes aguardavam na regulação por leitos Covid.


Balanço total

Desde o começo da pandemia, em março de 2020, já foram contabilizados no estado 440.224 casos da doença em Rondônia e 7.286 mortes.


Dos 52 municípios, Porto Velho é que tem o maior número de diagnósticos de Covid –117.791 – e de óbitos - 2.689.


Vacinação

Atualmente, quase 80% da população tomou pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid, e mais de 5%tomaram a segunda dose reforço, ou quarta dose.


Nesta semana, o governo de Rondônia recebeu orientações do Ministério da Saúde para iniciar a vacinação contra a Covid em crianças a partir de 3 anos.


O imunizante a ser usado na campanha pediátrica será o da CoronaVac. Segundo a Agevisa, foram distribuídos 105.440 doses da vacina aos municípios.


Porto Velho espera vacinar 15 mil crianças de 3 e 4 anos contra a Covid

"A vacinação é a forma mais eficaz e segura de se adquirir proteção contra as doenças imunopreveníveis. Reduz, drasticamente, o risco de adoecimento ou de manifestações graves, que podem levar à internação e até mesmo ao óbito", afirma a Agevisa.




« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade