Últimas Notícias
Brasil

Família isola homem após acusá-lo de ter “boneca demônio” de 119 anos

Familiares e amigos de Miki York decidiram isolá-lo por causa de uma boneca. Eles alegam que o brinquedo é “amaldiçoado” e, tendo em vista que o homem não pretende se desfazer dele, tomaram a iniciativa de nunca mais visitá-lo em sua casa.


De acordo com o jornal britânico The Mirror, o morador de Northampton, na Inglaterra, é acusado de manter a “boneca demônio” dentro do porão de casa desde 2016. Ainda assim, a família de York afirma que, ao chegar na casa, rapidamente sente dores no peito.

Além do sintoma incomum, amigos e parentes se assombram com o fato de o brinquedo ter 119 anos. Os familiares de York chegaram a oferecer dinheiro a ele para que a boneca fosse jogada fora, mas o homem recusou.


Batizada de Janet, a boneca foi flagrada até “piscando” pelos entes queridos do dono dela. “Eu tive amigos que estavam perto de Janet que tiveram que se afastar porque começaram a sentir dores no peito e se sentir mal”, afirmou.

“Quando estou trabalhando com Janet, até me sinto mal. Ela não é muito querida e as pessoas a odeiam”, declarou York, que não sabe explicar o motivo de ainda manter a boneca consigo.

História da boneca

Conforme o The Mirror, Janet foi enviada de uma família do Texas, nos Estados Unidos, para o novo dono. “Eu sabia que deveria haver algo errado com ela porque a família não queria vendê-la e até pagou para enviá-la para o Reino Unido”, contou York.

“Eles realmente queriam se livrar dela. Ela não tinha nome quando eu a peguei. Descobri que o nome dela era Janet através de uma sessão espírita”, disse.

Segundo o homem, ao se comunicar com um espírito, deparou-se com o nome verdadeiro da boneca. “Tenho Janet desde 2016 e geralmente ela é mantida trancada porque traz sentimentos ruins para as pessoas quando estão perto dela”, concluiu.

Fonte: Por Metrópoles.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade