Últimas Notícias
Brasil

Presidente da Petrobras não resiste a pressão e renuncia ao cargo

O presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, renunciou ao cargo nesta 2ª feira (20.jun.2022). O anúncio vem depois da estatal reajustar os preços do diesel e da gasolina. A saída de José Mauro Coelho foi informada durante uma reunião da diretoria.

 
A Petrobras publicou a renúncia em um fato relevante. Eis a íntegra do comunicado (65 KB).

Com a saída, o presidente Jair Bolsonaro (PL) indicará o 4º CEO para a estatal. José Mauro Coelho ficou 1 mês e 9 dias no cargo.

Na 6ª feira (17.jun), a estatal aumentou em 5,18% o preço da gasolina vendida às distribuidoras. O diesel teve alta de 14,26%.

O reajuste foi alvo de críticas do presidente Bolsonaro e seus ministros. O chefe do Executivo disse na 6ª feira (17.jun) propor, junto ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a formação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o presidente, os diretores e os Conselhos administrativo e fiscal da estatal.

Lira pediu a renúncia de José Mauro Coelho. O presidente da Câmara também afirmou que o então presidente da Petrobras não tinha legitimidade e pratica “terrorismo corporativo”. Chamou a estatal de “criança mimada” e falou em tributar lucros.

O governo Bolsonaro já indicou novos nomes para o Conselho da Petrobras. A indicação de Caio Paes de Andrade, atual secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, foi confirmada pelo Ministério de Minas e Energia em 9 de junho. Para ele assumir, no entanto, é necessária uma assembleia do Conselho de Administração.

Fonte: Poder 360.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade