Últimas Notícias
Brasil

Rapper de 16 anos é morto a tiros durante gravação de clipe

Justin Johnson, um rapper norte-americano de 16 anos, foi morto a tiros em Washington, nos EUA, enquanto gravava um dos seus videoclipes. O músico adolescente em ascensão usava o nome artístico 23 Rackz.

As informações foram publicadas pelo New York Post. Justin foi encontrado baleado pouco antes das 11h30 da manhã de quinta-feira (26). A polícia investiga a motivação do crime.

Momentos antes do crime, o jovem publicou um story no Instagram, onde tem 15 mil seguidores, que indicava sua localização, algo que pode ter sido usado pelo criminoso para encontrá-lo no dia.

A polícia oferece 25 mil dólares (cerca de 118 mil reais) por qualquer informação que leve à prisão do assassino do rapper.

23 Rackz lançou seu álbum, ‘Rookie of the Year’, ainda no ano passado, com oito músicas. Em abril, ele lançou mais dois singles, ‘Dragging’ e ‘Hook’.

No Twitter, o rapper Wale, 37 anos, lamentou a morte do adolescente. “Eu nem sei o que dizer. Sinto muito, irmãozinho”, escreveu. Ele seguiu o desabafo em posts na sequência: “Essa merda doeu muito. Aquele menino era tão jovem. Tanta coisa pela frente. Lembro-me de ficar o dia todo com ele, quando ele veio para Los Angeles. Acabou sendo a última voz que você ouviu dele neste último álbum. Eu não posso acreditar nisso”.

A publicação do rapper recebeu homenagens dos internautas nas respostas. “Maldita notícia mais devastadora. Isto é ridículo. A violência armada neste mundo está totalmente fora de controle. Estamos matando uns aos outros”, disse uma. “Demonstre amor a quem você ama, sempre dói porque é sempre inesperado”, escreveu mais um. “Eu vejo essas crianças crescerem com meus filhos e ter que consolar meu filho porque ele perdeu mais um amigo… isso não é vida”, desabafou o usuário.

Fonte: Por Revista Monet.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade