Últimas Notícias
Brasil

Gasolina teve pequena queda e diesel sobe em Porto Velho, aponta UNIR

UNIR aponta que diminuição foi de quase 2% em um mês, porém diesel subiu 51,01% em um ano

O Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Economia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) apontou que o portovelhense teve um pequeno alívio no bolso no mês de abril: o litro da gasolina teve queda de 1,37%.

 


De acordo com a pesquisa, o combustível ficou com preço médio de R$ 7,20. Em comparação com abril do ano passado, o valor já subiu 28,89%. 

 

No acumulado do ano de 2022, a alta ficou em torno de 0,13%.

 

Diesel

 

O litro do diesel, com preço médio de R$ 6,80, teve aumento de 0,29% em abril em comparação com o mês de março. Já em relação a abril de 2021, o preço do diesel aumentou 51,01%. 

 

No acumulado neste ano houve queda no preço do litro de 0,46%.

 

“A queda no preço da gasolina reflete a bolha de aumento no mês de março em que aconteceu um grande reajuste por parte da Petrobrás junto às refinarias. Os valores determinados pela Petrobrás têm um efeito em cadeia, que é aplicado às refinarias e repassado para as distribuidoras. Estas, por sua vez, repassarão aos postos”, destacou o professor da UNIR e coordenador da pesquisa, Jonas Cardoso.

 

E termina a explicação: “Nesse desencadeamento de preços, nem sempre o reajuste total da Petrobras é repassado para os postos de combustíveis, sendo que uma parte do aumento é absorvido pelas refinarias e distribuidoras. O que aconteceu foi um aumento excepcional, mas momentâneo da demanda por combustível nos postos devido ao anúncio do aumento e consequente repasse do aumento para os preços”.


Álcool

 

O litro do etanol, com preço médio de R$ 5,84, baixou 1,85% em abril. No comparativo com abril de 2021, o preço do etanol aumentou 27,21%. No acumulado do ano de 2022 houve queda no preço do litro de 1,48%.

 

O cálculo de custo-benefício entre os combustíveis demonstra que, pelos preços médios, o preço do etanol corresponde a 81,11% do preço da gasolina comum.

 

“Em Porto Velho o uso do etanol não é recomendado, a não ser que o custo-benefício seja abaixo de 70%. Levando-se em conta que o preço médio da gasolina comum é de R$ 7,20, então, o preço do álcool deveria ser de, no máximo, R$ 5,04”, comentou Jonas Cardoso.

 

Tendências

 

O responsável pela pesquisa da UNIR ainda comenta que há uma forte possibilidade do preço da gasolina voltar a subir na capital de Rondônia.

 

“Após o aumento houve uma volta à demanda normal por combustíveis e os postos tiveram que retornar os preços para patamares mais competitivos. Dessa forma, o aumento que teve em março, não refletiu em abril. Mas a tendência é de aumento de preços, uma vez que os preços da Petrobrás ainda estão defasados em relação ao preço do barril de petróleo no mercado internacional”, apontou Jonas Cardoso.

 

A análise foi baseada nos dados disponíveis pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), que colhe os dados nos postos de combustíveis da capital. (Rondoniaovivo)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade