Últimas Notícias
Brasil

Flamengo deixa de lado má fase do Brasileirão e foca na Libertadores

Equipe Rubro-negra pode garantir a classificação antecipada para as oitavas de final com uma vitória ou empate

Em má fase no Campeonato Brasileiro, o Flamengo terá que mudar o foco mais uma vez, afinal nesta terça-feira (17/5) pode garantir a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. No retorno ao Maracanã, que ficou fechado por 11 dias para reformas no gramado, o time carioca recebe o Universidad Católica, do Chile, às 21h30, pela quinta rodada do Grupo H.



Atualmente, o Flamengo é líder, com dez pontos. Em quatro jogos, venceu três e empatou uma vez. Tanto que, caso pontue, seja por um empate ou vitória, já estará classificado. O rival chileno, por sua vez, irá fazer um duelo de ‘vida ou morte’, afinal está na terceira colocação com quatro pontos. O Talleres, da Argentina, 2º colocado, tem dez.


Ao todo, já foram vendidos mais de 40 mil ingressos para o reencontro do Rubro-Negro com o Maracanã. Mas deve vir pressão nas arquibancadas. Isso porque, apesar do bom momento na Libertadores, o clube está em baixa no Brasileirão. Nas seis primeiras rodadas, somou apenas seis pontos e está na parte debaixo da tabela, em 16º lugar. Dentre os mais cobrados estão o presidente Rodolfo Landim, o diretor de futebol Marcos Braz, o técnico Paulo Sousa e o goleiro Hugo Souza, que voltou a falhar contra o Ceará, no final de semana no empate por 2 x 2.


Para o duelo, além da pressão da torcida, Paulo Sousa estará cheio de problemas para armar o Flamengo. Fabrício Bruno, Gustavo Henrique, Vitinho, Filipe Luís, Matheus França, Santos e Diego Alves seguem sendo desfalques. Além deles, o zagueiro Rodrigo Caio, que ficou à disposição contra o Ceará depois de um longo período parado, voltou a sentir dores e é dúvida.


No gol, apesar dos erros nos últimos jogos, Hugo Souza deve ser mantido. Isso porque, Santos segue em tratamento de uma lesão nos quadríceps da coxa esquerdo e Diego Alves também não tem condições de jogo. Apesar dos problemas na defesa, do meio-campo para frente o time terá força máxima, inclusive com o setor ofensivo formado por Arrascaeta, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa.


Do outro lado, o Universidad Católica-CHI não tem problema entre os titulares e deve ter a mesma formação que vem jogando nas últimas partidas. A única baixa será o próprio técnico Ariel Holan que testou positivo para covid-19 nesta segunda-feira e se quer viajou para o Brasil com o restante do elenco. Ainda não foi confirmado quem ficará interinamente no comando.Metrópoles



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade