Últimas Notícias
Brasil

Preço da gasolina sobe novamente e chega a até R$ 7,90 em Rondônia

Foram pesquisados os preços em 60 estabelecimentos do estado entre os dias 17 e 23 de abril. Ji-Paraná é o município com o preço mais alto em todo o estado.

O preço da gasolina comum voltou a subir na última semana, de acordo com pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). O preço mais alto do litro do combustível foi encontrado em Ji-Paraná (RO), onde chegou a R$ 7,90.

Preço da gasolina continua subindo em todo o país


O menor preço da gasolina no estado foi encontrado novamente em Porto Velho, com postos cobrando R$ 7,10.


Ao todo foram pesquisados os preços em 60 estabelecimentos do estado entre os dias 17 e 23 de abril. O preço médio do litro do combustível ficou em R$ 7,36, um aumento de 0,13% em comparação com a semana anterior.



Preço recorde no Brasil

No cenário nacional, o preço da gasolina subiu pela segunda semana seguida e atingiu novo recorde nos postos de combustíveis. O preço médio do litro da gasolina no país ficou em R$ 7,270, o que representa uma alta de 0,70% em relação a semana anterior. Trata-se do maior valor nominal pago pelos consumidores desde que a ANP passou a fazer levantamento semanal de preços, em 2004.


A disparada dos preços dos combustíveis ocorre em meio à forte alta nos preços internacionais do petróleo após a Rússia ter invadido a Ucrânia, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia.


Desde 2016, a Petrobras adotou o chamado PPI (Preço de Paridade de Importação), após anos praticando preços controlados, sobretudo no governo Dilma Rousseff. O controle de preços era uma forma de mitigar a inflação, mas causou grandes prejuízos à petroleira.


Pela política de preços atual, os preços cobrados nas refinarias se orientam pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e do câmbio.  (G1RO)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade