Últimas Notícias
Brasil

Principal suspeito de incendiar reserva Margarida Alves é preso pela PF em RO

Incêndio de grandes proporções na reserva foi causado por homem que ateou fogo em área desmatada como forma de 'uma limpeza'. Caso foi em agosto em Nova União.

A Polícia Federal (PF) informou nesta sexta-feira (5) que prendeu o principal suspeito de incendiar a reserva Margarida Alves, localizada no município de Nova União (RO). O crime foi há três meses.

Incêndio de grandes proporções atingiu Reserva Margarida Alves em Nova União, RO, no mês de agosto

Segundo a polícia, que não divulgou o nome do suspeito, em 7 de agosto esse homem ateou fogo propositalmente para "limpar" um local que é ponto de desmatamento.


A queimada então se espalhou e atingiu parte da floresta e pastagens, virando assim um incêndio de grandes proporções.


"O fogo atingiu fortemente a reserva, tendo prejudicado a flora e a fauna. Moradores da área filmaram a grande quantidade de fumaça gerada, e em uma das filmagens, um macaco anda por cima dos fios de eletricidade, tentando fugir da área queimada", diz a PF.


Após a reserva ser incendiada, a Delegacia da PF em Ji-Paraná abriu investigação e localizou o suspeito de atear fogo de forma criminosa.


O homem foi preso nesta sexta-feira através da operação Forest On Fire, da PF. A ação visa desarticular a associação criminosa voltada para invasão de terras públicas em Nova União.


Além de ordem para prisão contra o suspeito do incêndio, a 1ª Vara Federal Criminal de Ji-Paraná autorizou mandados de busca e apreensão.(g1ro)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade