Últimas Notícias
Brasil

Pais de organizador de cavalgada são presos por ajudarem o filho no tráfico de drogas em RO

Filho do casal e organizador da cavalgada foi preso pelo Denarc no último mês de outubro.

Um homem de 46 anos e uma mulher, de 44, foram presos nesta quinta-feira (17) após investigação do Departamento de Narcóticos (Denarc) revelar que os investigados estavam envolvidos no tráfico de drogas, em Porto Velho. O filho do casal e organizador de cavalgada já havia sido preso pelo Denarc em outubro.

Foto: Ilustrativa


Depois da prisão do organizador de uma cavalgada, em outubro, o Denarc continuou a investigar a situação do tráfico na zona rural de Porto Velho e descobriu-se o envolvimento dos pais do suspeito também no esquema de tráfico.


As prisões dos pais do organizador da cavalgada foram realizadas na manhã desta quinta-feira. O pai foi localizado na área rural, em um bar da Linha 27, km 12. Já a mãe foi presa na área urbana. Os dois vão ficar presos de forma preventiva.


Organizador da cavalgada é preso

A prisão do jovem de 23 anos, organizador da cavalgada, aconteceu no dia 8 de outubro deste ano, após denúncias feitas por moradores da linha km17, na zona rural de Porto Velho, onde relataram que no bar do suspeito ocorria a venda de drogas e que alguns dos usuários faziam furtos nas proximidades.


As investigações mostraram que o proprietário do bar organizava cavalgadas com a intenção de facilitar a venda de cocaína.


Durante a ação foram apreendidas:


66 porções de cocaína;

1 pistola de 9 milímetros;

11 munições do mesmo calibre

1 cartucho de calibre 32.

No bar também foram encontrados sacos plásticos e dinheiro trocado. Na abordagem policial, à época, foi analisado que o pai do suspeito estava no esquema e, por conta disso, foi cumprido mandado de busca na residência dele, onde foram encontrados 125g de cocaína, R$ 950 e vários sacos plásticos.(g1ro)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade