Últimas Notícias
Brasil

DESCASO: Jornalista é internado em corredor que dá acesso ao necrotério no João Paulo II

Caldeira denunciou o descaso nas redes sociais

O jornalista Carlos Caldeira, 59 anos, denunciou a total falta de dignidade e respeito no atendimento aos pacientes internados no Hospital João Paulo II, em Porto Velho (RO). As queixas dele foram feitas nas redes sociais e estão rendendo discussões acaloradas.

 
Foto: Reprodução/Redes sociais | Fotos feitas pelo jornalista Carlos Caldeira que está internado no corredor do JP II

O local onde Caldeira foi colocado no hospital é desolador. A situação mostra a total falta de sintonia entre o discurso oficial e a realidade, onde o abandono da população por parte do Poder Público é aterrorizante.

Jornalista Carlos Caldeira no João Paulo II | Foto: Reprodução/Redes sociais


Início do atendimento no JP II

 

Caldeira chegou ao pronto socorro no último dia 2 de novembro com um quadro de infarto. Ele realizou exames e foi diagnosticado uma Angina Instável, uma doença cardiovascular.

 

Ao longo dos dias, o jornalista precisou passar por consultas médicas e realizar outros exames. Segundo ele, esses procedimentos não foram feitos.

 

“Ontem eu passei o dia apenas dando despesa ao estado: comendo, bebendo e dormindo! A avaliação com o cardiologista não aconteceu e nem fui informado o porquê! Apenas um clínico veio aqui às 15h para informar que eu ‘ia ser avaliado pelo cardio’, mas até agora, NADA! Foram solicitados exames de ecocardiograma e cintilografia, mas até agora nem uma coisa nem outra!”, escreveu ele em seu perfil, no último dia 4.

 

Já na última sexta-feira (5), Caldeira anunciou sua volta para casa, mas ele não tinha recebido alta. Essa decisão de sair do hospital foi tomada por ele. O jornalista reafirmou que os procedimentos para prosseguir seu tratamento não foram realizados.

 

“Depois que tornei público, o cardio apareceu e me "avaliou" em menos de 1 minuto e disse que iria ver meus exames e voltaria, e isso não aconteceu! Já fora do hospital, tomei conhecimento que o hospital estava tentando contratar de forma emergencial o exame que eu preciso e que lá não tem”, afirmou.

 

Corredor da morte

 

Na manhã de ontem (10), o jornalista anunciou, com muita tristeza, a sua volta ao João Paulo II. Nas imagens publicadas por ele, é possível visualizar o local exato onde Caldeira foi ‘internado’.

 

Fotos mostram que o jornalista foi acomodado em um colchonete no corredor que dá acesso ao necrotério do pronto socorro. Ainda nas imagens, pessoas aparecem deitadas em lençóis embaixo de cadeiras e em outros corredores.

Paciente é internada embaixo de cadeiras no JP || | Foto: Divulgação/Redes sociais

Foto: Redes sociais


Discussão dentro do hospital

 

Em vídeo publicado na madrugada desta quinta-feira (11) (assista abaixo), o jornalista capturou imagens de onde estar internado e uma possível discussão acontece.

 

Ao fundo é possível ouvir: “Safado, você tá me chamando de safado? Chama algum segurança aí”.

 

Logo em seguida um homem aparece nas imagens e ‘chama a atenção’ dos sujeitos que estariam brigando. 

 

“Ah, vão discutir lá fora! Essas horas, eu já quero dormir. Isso aqui é um hospital, não é um put** não”, afirma.

 

Nos últimos minutos do vídeo, aparentemente os sujeitos obedecem e se calam.


Já na manhã de hoje, Caldeira denunciou também a situação precária do banheiro do hospital. As imagens são chocantes. Vaso sujo e cheio. O cenário é de total sujeira e causa repugnância.

 

O Rondoniaovivo entrou em contato com Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.(Rondoniaovivo)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade