Últimas Notícias
Brasil

Família diz ter sido impedida de matricular filho autista em creche de Ji-Paraná, RO

Mãe voltou para casa chorando por não ter conseguido a vaga. Creche diz que no momento não tem as condições necessárias para receber a criança.

Uma família denuncia que uma criança de 3 anos não foi aceita em uma creche de Ji-Paraná (RO) por ser autista. 

Família diz ter sido impedida de matricular filho autista em creche de Ji-Paraná, RO

Segundo os pais, Gedeilson da Silva e Tatiane Costa, no momento da matrícula os servidores tiveram acesso ao laudo do filho Bryan e não foi permitido que ele ingressasse na instituição.


Eles dizem que a recomendação de colocar a criança em uma creche veio de uma neurologista, pois isso iria estimular a socialização, um processo necessário para qualquer aluno, principalmente para aqueles que têm autismo.


O objetivo também é que Bryan consiga atendimento no Centro de Autismo, local com cuidados específicos, mas segundo a mãe, é necessário que ele esteja estudando em uma creche pública para ingressar na entidade.


"Surgiu essa vaga na creche Cantinho do Céu. Eu levei todos os documentos na última segunda-feira, no horário que pediram. Lá eles me deram formulários para preencher. Até que olharam o laudo médico dele e a moça perguntou 'mas ele é autista?'. Eu disse que sim e ela saiu da sala. Quando voltou disse que a vaga já tinha sido ocupada na sexta-feira. Nessa hora eu já estava preenchendo o formulário da matrícula", explicou a mãe, Tatiane Costa.

Bryan brincando com celular em Ji-Paraná, RO

"Ela foi fazer a matrícula e eu fiquei em casa com o Bryan, depois ela voltou chorando, tremendo e me contou. Foi muito triste. É sofrido", lembrou o pai.


A família morava em Guajará-Mirim (RO) quando identificaram que Bryan tem o quadro de Transtorno do Espectro Autista, eles se mudaram para Ji-Paraná em agosto deste ano, na tentativa de melhores condições para cuidar da criança.


A creche Cantinho do Céu é uma unidade filantrópica, tem convênio com a Prefeitura de Ji-Paraná. Os responsáveis pela creche informaram que, no momento, não têm as condições necessárias para receber a criança.(G1RO)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade