Últimas Notícias
Brasil

ABANDONO: Moradores reclamam de fechamento e sujeira no Parque da Cidade

Segundo famílias do bairro Flodoaldo Pontes Pinto, local está com muita sujeira e abandonado pela Prefeitura

Um lugar tomado por muito lixo, materiais de construção esquecidos e portões fechados. São os principais itens encontrados para quem tenta ir ao Parque da Cidade, no bairro Flodoaldo Pontes Pinto, na zona Norte de Porto Velho.

 


Moradores da região reclamam que a área, que deveria ser verde e de lazer, está fechada ao público há dois anos, por causa de uma suposta reforma (que não anda) e a pandemia da Covid-19.

 

“A Prefeitura já vai para dois anos com ele fechado. Por causa da pandemia, não reabriram mais. Você vê outros parques abertos e o nosso aqui fechado. Tem muita sujeira aqui. Virou um depósito de material de construção”, falou Carlos Mendes, representante da Associação dos Moradores do bairro Flodoaldo Pontes Pinto.

 


Morador afirma que o local virou um depósito de materiais de construção


O site percorreu o entorno do parque e confirmou o que diz o morador. No local, ninguém entra e a sensação é de abandono. Vale lembrar que em anos passados, o parque foi palco das celebrações pelo aniversário de Porto Velho. 

 

Apenas um cachorro, que estava deitado, tinha a tranquilidade da sombra do portão de acesso, que há muito tempo não é aberto ao público, que quer fazer atividades físicas, mas encontra montes de brita, areia e bloquetes de cimento.

 

“Os moradores querem usar o parque, os aparelhos de ginástica, fazer suas caminhadas, mas estão impossibilitados, porquê a Prefeitura simplesmente fechou o parque, não reabriu e não tem uma data predeterminada pra reabrir. Tem bastante areia e brita aqui, mas está tudo parado há mais de seis meses. Seria tudo pra reforma”, afirmou Mendes.

 

Em busca de respostas, as famílias já foram diversas vezes à Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho (Emdur), vinculada à Prefeitura e responsável pelo Parque da Cidade, mas não tiveram nenhuma notícia animadora. 

 

“Já fomos lá oito vezes, e em todas, disseram pra gente que não tem previsão. Simplesmente isso. Queremos nosso espaço de lazer de volta, pra principalmente, fazer nossas caminhadas”, pediu o representante da associação do bairro.

 

Outro lado

 

O presidente da Emdur, Gustavo Beltrame, em nota enviada ao site destacou que “todos os parques foram fechados no ano de 2020 e não podia ser diferente com o Parque da Cidade que foi fechado de acordo com o decreto do Governo que proibia o funcionamento dos parques na pandemia”.

 

O presidente da Emdur, Gustavo Beltrame, prometeu que o parque será totalmente reformado e reaberto para a população

 

O texto segue: “em janeiro de 2021, a diretoria anterior a minha fechou o parque, pois verificou que o local estava sem condições de uso, a pista estava deteriorada, os bloquetes estavam soltos, podendo causar acidentes”.

 

Beltrame ainda explica que a secretária está trabalhando para que a população tenha a sua de lazer de volta.

 


“Quando assumi em março deste ano, nos primeiros dias de gestão, fiz uma visita e constatei que o parque realmente não tinha condições de ser aberto ao público. A partir disso, começamos a montar uma reforma completa, um novo parque na verdade. Os arquitetos e engenheiros começaram a trabalhar em cima desta reforma”, disse.

 

O titular da Emdur afirma também que já foi dado o ok para o projeto de reforma do Parque da Cidade. 

 

“O projeto arquitetônico está pronto e irá contemplar toda a área do local, que mede aproximadamente 54 mil metros quadrados. Isto está dentro do processo de trâmites legais para uma obra pública e agora serão desenvolvidos os projetos complementares estrutural, elétrico, hidráulico, orçamentário, para que possamos licitar essa obra. O projeto foi apresentado ao prefeito Hildon Chaves e aprovado”.

 

Gustavo Beltrame ainda prometeu também que enquanto a reforma não começa, a prefeitura está se mobilizando e garante que as coisas estão acontecendo no local.

 

“A Emdur e demais secretarias estão em tratativas para realizar uma força tarefa na pista de caminhada com o serviço de pavimentação e fazer uma entrada nova, tentando realizar essa intervenção até dezembro deste ano. Por fim, esclareço que não existe obra parada, pois a obra não começou”, frisou.

 

Segundo a empresa pública, o projeto contempla uma pista nova de caminhada com 2 mil metros de extensão, parquinho para os pets (o cão parque), parque para as crianças com deficiência de locomoção. 

 

O novo espaço será feito com acessibilidade e autossustentabilidade, além de banheiros e fraldários novos. Também será montado um memorial em homenagem aos trabalhadores da saúde que faleceram em decorrência da Covid-19.(Rondoniaovivo)




« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade