Últimas Notícias
Brasil

A verdade por trás do vídeo que mostra anaconda lendária de 15 metros

Este animal existe mesmo?

Um vídeo que mostra uma suposta anaconda, nome dado para as sucuris internacionalmente, tem se tornado viral e levantado dúvidas na Internet.



De acordo com Henrique, conhecido como o Biólogo das Cobras em seu canal no YouTube, existem muitas coisas a serem esclarecidas sobre o vídeo a seguir.


Confira as imagens:



O biólogo publicou uma gravação explicando alguns pontos importantes do vídeo e revelando que não se trata de uma sucuri, mas sim de uma píton-reticulada, que pode medir de 5 a 7 metros de comprimento.


A espécie, que é uma das maiores cobras do mundo, é nativa no Sudeste da Ásia. O biólogo explica que o animal filmado possui provavelmente mais de 6 metros e não 15 como está sendo divulgado.


Ele também pontua que não existem relatos de cobras de 10 metros, lembrando também outros mitos que envolvem estes animais de grande porte.


O vídeo também relembra histórias sobre sucuris e pítons matando e devorando humanos. Enrique conta que não existe relatos de sucuris predando pessoas e que, por mais que ela possa matar um ser humano – principalmente na água –, não existem casos oficiais documentados.


Já as pítons foram registradas como culpadas pela morte de alguns humanos. Um dos casos mais famosos aconteceu em 2018, quando a fazendeira Wa Tiba, de 54 anos, teve o corpo encontrado dentro da cobra na ilha de Muna, na Indonésia.


Após iniciar as buscas pela mulher, aldeãos encontram o animal de aproximadamente 7 metros de comprimento completamente inchado. Ao abrir a cobra puderam identificar a vítima intacta e com a mesma roupa que usava quando desapareceu.


O momento foi filmado e as imagens são fortes e podem causar sensibilidade.


Vídeo registra momento em que homem filma enorme crocodilo cruzando rio; assista





« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade