Últimas Notícias
Brasil

Vizinhos ameaçam linchar foragido que espancava mulher

Vítima já havia sobrevivido após ser atingida por mais de 10 tiros

Na noite de ontem, um homem identificado apenas como “Levi” foi preso no Residencial União, em Vilhena, acusado de espancar a mulher com quem estava morando. Em 2019, a vítima, hoje com 47 anos, foi protagonista de um dramático episódio de violência.

 


Segundo apurou a reportagem, indignados com as agressões frequentes do homem contra a companheira, os vizinhos acionaram a Polícia Militar e, antes da chegada da guarnição, teriam tentado linchar o acusado. Ele deixou o bairro dentro de um camburão da PM.

 

Quando chegaram para atender a ocorrência, os militares constataram que Levi havia rompido a tornozeleira eletrônica através da qual era monitorado. Em poder do foragido do sistema prisional local, os policiais encontraram também uma espingarda, que foi apresentada junto com ele na Unisp. Ele responderá pela violência doméstica e pela posse ilegal de arma de fogo.

 

SOBREVIVENTE

 

A mulher agredida é a mesma que, dois anos atrás, sobreviveu mesmo depois de levar mais de dez tiros. Ela havia ido até a Colônia Penal buscar um apenado e, na volta para casa, os dois foram atacados a tiros.

 

O detento, que já havia matado um colega de prisão, morreu no local, enquanto a mulher conseguiu escapar e buscar ajuda num posto de combustíveis. Mesmo atingida por vários disparos, ela não morreu. (Folha do Sul)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade