Últimas Notícias
Brasil

Caminhonete é achada amarrada no fundo de rio na fronteira com a Bolívia

Veículo furtado estava sendo procurado pela polícia desde a terça-feira (21). Veículo foi puxado por um trator até sair de dentro do rio.

Uma caminhonete S10 foi achada amarrada no fundo do rio Mamoré, na divisa entre Rondônia e a Bolívia no fim da tarde de quinta-feira (23). O veículo era furtado e estava sendo procurado pela polícia desde a terça-feira (21).



Segundo o Núcleo Integrado de Inteligência (NIIF) de Fronteira de Guajará-Mirim, na quarta-feira (22) a Central de Operações havia recebido a denúncia anônima sobre uma caminhonete não identificada que teria afundado no rio Mamoré, às margens de um porto clandestino.


Ao chegar no local indicado pelo denunciante, a equipe do NIIF percebeu uma corda flutuando na água, como se essa estivesse amarrando algo submerso, ao lado de um porto clandestino.


Na ocasião, o delegado Regional de Polícia Civil, Rogério Pereira dos Santos, pediu apoio da equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros, que então identificou se tratar de um veículo no fundo do rio.


O Comando do Corpo de Bombeiros autorizou então o envio de equipe especializada de Porto Velho e, como acabou anoitecendo, foi preciso esperar até a quinta-feira para retirar a caminhonete da água.


Segundo a Polícia Civil, a suspeita é que os criminosos queriam atravessar a caminhonete para a Bolívia e, por isso, uma equipe policial ficou de 'campana' no local desde a quarta-feira.


Na quinta-feira, um trator foi utilizado para limpar o local e ajudar a puxar o veículo de dentro do rio.Ainda de acordo com o NIIF, o veículo estava com a chave na ignição.


Após ser retirada, a caminhonete foi levada para a delegacia de Guajará-Mirim para ser devolvida ao proprietário. Nenhum suspeito foi preso.(G1RO)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade