Últimas Notícias
Brasil

Causa da morte de sargento atacado a tiros foi traumatismo craniano, diz PM-RO

Policial da reserva, Carlos Alberto de Magalhães foi atacado por três criminosos em um restaurante da Zona Sul da capital.

O sargento Carlos Alberto de Magalhães, da reserva da Polícia Militar de Rondônia (PM-RO), morreu após um traumatismo cranioencefálico grave. Magalhães foi atacado a tiros na tarde de quarta-feira (25) enquanto estava em um restaurante de Porto Velho; um dos disparos atingiu a cabeça do sargento, que tinha 54 anos.



Segundo a PM, o policial militar da reserva remunerada estava em um estabelecimento na periferia da capital quando foi abordado por três criminosos em um suposto assalto. Foi iniciado uma luta corporal entre vítima e suspeitos e, durante a briga, os homens teriam pegado a arma do sargento e atirado contra ele.

Magalhães chegou a ser socorrido ao Hospital João Paulo II, mas não resistiu aos ferimentos. A PM afirma que ele teve um traumatismo cranioencefálico grave.

De acordo com o Comando Geral, o policial entrou na corporação em 6 de agosto de 1990 e ficou até 2012, quando passou a ser da reserva remunerada.

Local onde sargento foi baleado
Durante os quase 20 anos na PM, Magalhães recebeu 14 elogios, dentre eles pela Operação Rondônia Legal III.

O Coronel da PM-RO, Alexandre Luís de Freitas Almeida, divulgou nota de pesar pela morte do 3° sargento.


"À família enlutada, apresentamos nossos sentimentos de solidariedade e respeito pela imensa dor que, com certeza, invade a alma e ultrapassa qualquer entendimento de lógica e representa uma grande perda para todos da Corporação. Deus conforte a família em nome de Jesus", escreveu.

A Polícia Civil segue investigando o assassinato do 3° sargento da PM e, por enquanto, nenhum suspeito foi preso.(G1RO)



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade