Últimas Notícias
Brasil

DO OUTRO LADO DO MUNDO: Marcos Rocha é alvo de protesto em manifestação promovida na Finlândia

A LCP é um entidade que utiliza táticas de guerrilha na invasão de propriedades


A prisão de quatro membros da Liga dos Camponeses Pobres – LCP dentro de uma área da fazenda Nossa Senhora, na cidade de Chupinguaia, interior de Rondônia, em maio desse ano, gerou protestos contra o governador Marcos Rocha do outro lado do planeta. 

DO OUTRO LADO DO MUNDO: Marcos Rocha é alvo de protesto em manifestação promovida na Finlândia
Marcos Rocha é alvo de protesto em manifestação promovida na Finlândia

Na cidade de Tampere, localizada na Finlândia, que fica ao Norte da Europa e considerada pela ONU como o 11º país em qualidade de vida entre todas as nações da terra, um protesto no último mês de junho pediu a liberdade dos presos e atacou diretamente o governador e seu secretário de segurança.

 

O protesto contou com poucas pessoas e os manifestantes estenderam uma faixa com a frase “Solidariedade com o movimento camponês revolucionário no Brasil! VIVA A LCP!”, assim como um cartaz com a foto dos quatro camponeses presos e outros escritos “Marcos Rocha é um assassino!” e “Cisneiro Pacha é um assassino!”.

 

Guerra em Rondônia 

 

 

De acordo com Secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Justiça, Nabhan Garcia, em entrevista concedida à revista VEJA, a LCP é um entidade que utiliza táticas de guerrilha na invasão de propriedades consideradas por eles como ‘grandes latifúndios inativos’. 

 

Geralmente são acusados de uso de ações violentas contra fazendeiros e pessoas que trabalham nessas propriedades. Contra membros da LCP paira a suspeita pelo assassinato de dois policiais militares na capital. 

 

O governador Marcos Rocha e sua equipe de segurança vem dando ênfase no enfrentamento à grupamentos e movimentos sem terras com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, que enviou tropas da Força Nacional para o Estado. 

 

Os conflitos no campo em Rondônia vem gerando mortes, prisões e confrontos há décadas.

 

Protestos solicitando a liberdade dos acampados presos pela polícia de Rondônia também foram realizados nos Estados Unidos, França e Noruega. 


Fonte: Rondoniaovivo



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade