Últimas Notícias
Brasil

Com um jogador a menos, Brasil vence o Chile e avança na Copa América

Rádio Jornal

A classificação brasileira foi com emoção. Para quem esperava vida fácil diante do Chile, se enganou. O Brasil teve bastante dificuldade para vencer os chilenos nesta sexta-feira (2), no estádio Nilton Santos. Mesmo com um jogador a menos desde os três minutos do segundo tempo - Gabriel Jesus foi expulso -, os brasileiros conseguiram vencer por 1x0 e avançaram às semifinais da Copa América. O único gol da partida foi marcado pelo meia Lucas Paquetá. 

Com um jogador a menos, Brasil vence o Chile e avança na Copa América


O escrete canarinho volta a campo na segunda-feira (5), quando encara a seleção do Peru, às 20h, no estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro.


O JOGO

Apesar do favoritismo brasileiro - pela campanha da primeira fase e por jogar em casa -, quem começou melhor a partida foram os chilenos. Sem se intimidar, o Chile adotou uma postura de marcação em linha alta e dificultava a saída de bola do Brasil. Com isso, era natural que a primeira boa chance do gol fosse dos visitantes.


Aos 18, o atacante Vargas (do Atlético-MG) foi lançado em profundidade e tocou com categoria por cima de Ederson, a bola foi pra fora, mas assustou. Após a jogada concretizada, como de praxe, o bandeira marcou impedimento.

O Brasil conseguiu responder aos 21, quando Neymar individualizou pelo lado esquerdo do campo e lançou buscando Firmino dentro da área, mas o centroavante não conseguiu dominar bem e finalizou pra fora.

Mais afoito da seleção chilena, Vargas levou novo perigo pra meta Ederson. Aos 26, o atacante partiu pra cima de Thiago Silva, passou pela direita e chutou forte, obrigando o goleiro brasileiro a colocar a bola pra escanteio.

Nesse momento da partida, na metade do primeiro tempo, os comandados de Tite tinham menos a posse de bola (60% a 40%), algo raro nas partidas da seleção brasileira, que costuma impor o seu jogo propositivo.

Somente na reta final da primeira etapa que os brasileiros conseguiram sair mais para o ataque, chegando com perigo em três oportunidades: aos 31 em bom arremate do lateral-direito Danilo, com a bola passando perto da meta de Claudio Bravo; e aos 42, com Gabriel Jesus recebendo passe de Neymar e parando no goleiro chileno, que espalmou a bola pela linha de fundo.


Segundo Tempo

Já no intervalo, o técnico Tite promoveu uma mudança, colocando Lucas Paquetá na vaga de Firmino. E, imediatamente, a substituição surtiu efeito. Logo no primeiro minuto, o meio-campista tabelou com Neymar, ganhou na disputa de corpo com dois marcadores e fuzilou a bola para o fundo das redes: 1x0.

Porém, o que poderia representar um alívio para o Brasil, na sequência as coisas se complicaram. Aos três, Gabriel Jesus acabou levantando o pé demais e acertando a cabeça do lateral-esquerdo Mena. O árbitro expulsou direto.

Com menos um, a seleção brasileira voltou a jogar mais recuado para não dar espaço para os chilenos, que, por sua vez, se lançavam ao ataque para tentar o empate. Aos 16, Vargas até empatou o jogo, mas a arbitragem viu impedimento de Pulgar, que participou do lance e invalidou o gol chileno.

Buscando incomodar o adversário nos contra-ataques, por pouco o Brasil não ampliou. Aos 20, Neymar levou a marcação, passou por dois marcadores e chutou acoçado com a marcação, obrigando Claudio Bravo a fazer importante defesa.

A resposta chilena foi imediata. Aos 23, Brereton foi lançado na área e cabeceou com liberdade mandando a bola no travessão de Ederson, que chegou a saltar e não achou nada. Boa oportunidade.Apesar da pressão do Chile, o Brasil conseguiu controlar as ações adversárias e segurar a vitória e classificação para a semifinal da Copa América. 


Ficha do jogo

BRASIL

Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Éder Militão); Casemiro, Fred e Neymar; Richarlison (Everton Cebolina), Gabriel Jesus e Firmino (Lucas Paquetá). Técnico: Tite.


CHILE

Bravo; Medel, Sierralta e Vegas (Palacios); Isla, Pulgar (Meneses), Vidal, Aránguiz (Valencia) e Mena; Sánchez (Brereton) e Vargas. Técnico: Martín Lasarte.


Local: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).Árbitro: Patricio Loustau, da ArgentinaAuxiliares: Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade, ambos da Argentina.Gol: Lucas Paquetá, primeiro minuto do 2º Tempo.Cartões amarelos: Ederson (BRA) e Sierralta e Palacios, Vidal (CHI)Cartão vermelho: Gabriel Jesus (BRA).




« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade