Últimas Notícias
Brasil

Vídeo: MP e Polícia fazem buscas no escritório do advogado de Júnior Gonçalves

Equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado, e das polícias Federal e Civil estão desde cedo realizando busca e apreensão no escritório do advogado Nelson Canedo, que atua, de acordo com investigações da Operação Propagare, em um esquema de corrupção comandado pelo chefe da Casa Civil do Governo, Júnior Gonçalves, que foi afastado do cargo por 180 dias. Assista o vídeo aqui.


Vídeo: MP e Polícia fazem buscas no escritório do advogado Nelson Canedo, envolvido com Júnior Gonçalves


De acordo com o que apuração, os promotores e delegados buscam elementos para comprovar que a dupla está envolvida no direcionamento de licitação da área de publicidade.

Veja o que diz o MP sobre as suspeitas:

Com base no resultado das buscas realizadas na primeira fase da operação denominada Propagare e nos dados obtidos a partir da decretação de quebra de sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático dos investigados, foi possível identificar fortes indícios de pagamentos de vantagens indevidas para o Secretário-chefe da Casa Civil, por intermédio de contrato simulado de serviços e honorários advocatícios firmado com auxílio e voluntariedade do advogado daquele, visando garantir a manutenção de contrato de prestação de serviços de publicidade no âmbito do executivo estadual.

Revelou-se, ainda, indícios de que, após a deflagração da primeira fase da nominada operação, os investigados romperam com o empresário detentor do então contrato de publicidade e passaram a articular e coordenar um processo de licitação direcionado para determinada empresa, restando apurado que o mesmo advogado que firmou o contrato simulado de serviços advocatícios acima identificado, passou a representar a referida empresa no certame, bem como restou identificado que servidores que compuseram a subcomissão técnica de julgamento das propostas técnicas certame possuem relações estreitas com a empresa e, inclusive, com o Secretário-chefe da Casa Civil.


Fonte: Rondoniagora.



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!
- Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com

Publicidade