Últimas Notícias
Brasil

Casal que vendia cuscuz para fazer casamento consegue realizar sonho: 'Os clientes viraram nossos amigos'

Daniel e Yane, moradores de Porto Velho, iniciaram o projeto em setembro de 2020 e casaram sete meses depois. Por enquanto, casal afirma que venda de cuscuz online está suspensa


Vender cuscuz para ajudar o início da vida a dois. Esse era o objetivo do casal Yane Lais e Daniel Frank em setembro de 2020 e, sete meses depois, os dois conseguiram oficializar a união com o dinheiro arrecado através da venda de cuscuz feita totalmente de forma virtual, através de delivery.

Casal que vendia cuscuz para fazer casamento consegue realizar sonho: 'Os clientes viraram nossos amigos'


A cerimônia de casamento ocorreu há cerca de três semanas, e o casal curte a lua de mel com sentimento de gratidão a todos que apoiaram o romance.


O sonho do casamento foi mostrado pelo G1 em setembro de 2020. Por causa das incertezas financeiras causadas pela pandemia da Covid-19, Daniel e Yane recorreram ao cuscuz, um prato berbere, e usaram as redes sociais como forte aliada na comercialização do alimento.


O noivo, Daniel, lembra que além do sonho de casar, tinha o desejo que seus clientes "comprassem" a história do casal.


"O fator de ter outras pessoas envolvidas no projeto, e a gente ter a nossa história contada no Instagram fez com que a gente engajasse cada vez mais. Com as vendas do cuscuz conseguimos realizar nosso casamento. Eu não teria condições sozinho", conta o marido.

Segundo Yane, a ajuda de amigos no início do projeto foi bastante importante para que ela e o noivo pudessem realizar o casamento.


"As pessoas que nos ajudaram, até hoje estão ao nosso redor. São amigos, familiares e agora temos um novo grupo de pessoas conosco: os nossos clientes que acreditaram na nossa história, viraram nossos amigos", pontua.

Casal que vendia cuscuz para fazer casamento consegue realizar sonho: 'Os clientes viraram nossos amigos'


Por enquanto, e em lua de mel, as vendas do cuscuz do casal estão suspensas. Retomar o projeto, que ajudou na realização do casamento, não é uma opção no momento para o casal.


"As pessoas que nos acompanharam e conheceram a nossa história ficaram muito felizes com o nosso casamento. Afinal, era nosso objetivo quando começamos o projeto. Por agora, a gente não tem ideia de voltar com o delivery. Hoje, nossa prioridade volta para os estudos, para nossas metas individuais e também, como casados, nossas metas juntos", finaliza Yane.


Fonte: G1RO



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

- Seu comentário é sempre bem vindo!
- Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

- Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o redacaor1rondonia@gmail.com